nº 410 - Essas Estrelas São Nossas



Autor: Poul Anderson
Título original: We Claim These Stars!
1ª Edição: 1959
Publicado na Colecção Argonauta em 1991
Capa: A. Pedro
Tradução: Samuel Soares 

Súmula - Foi apresentada no livro nº409 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

No amor e na guerra tudo deve ser leal. Com a galáxia dividida entre duas confederações implacáveis, assim devia ser. Mas como montar uma armadilha a um telepata de capacidades espantosas e capturá-lo?
O alvo era um estranho génio de um mundo não marcado nos mapas. Um génio que era o braço direito do Estado-Maior do inimigo, e que não só sabia o que se passava nas mentes de todos quantos estavam próximos dele, como podia ler nos pensamentos distantes. Esse era o problema que Sir Dominic Flandry, capitão dos Serviços de Informação Terrestres, tinha de resolver.
Para tornar as coisas piores ainda, o telepata em questão estava igualmente interessado em pôr Flandry fora de acção. E a sorte de muitos planetas dependia de qual dos dois triunfasse.
Esse o tema de Essas Estrelas São Nossas, versão portuguesa de We Claim These Stars, uma das mais interessantes obras de um dos mais importantes autores de ficção-científica: Poul Anderson.

Sem comentários:

Publicar um comentário