nº 84 - A Nuvem Negra



Autor: Fred Hoyle
Título original: The Black Cloud

1ª Edição: 1959
Publicado na Colecção Argonauta em 1964
Capa: Lima de Freitas
Tradução: Artur Portela Filho

Súmula - foi apresentada no livro nº83 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta:  

Com a publicação de A Nuvem Negra, romance já traduzido em dez línguas, a editorial "Livros do Brasil" tem a honra de apresentar em Portugal um dos mais célebres - e mais - belos romances de ficção-científica. 
Fred Hoyle, que além de romancista, é um dos mais notáveis astrónomos do nosso tempo, alia a uma excepcional competência científica uma imaginação verdadeiramente fértil, factores que o colocam ao nível de um Orwell, de um Wells ou de um Huxley. Mas, o que mais surpreenderá o leitor há-de ser, por certo, o alto poder satírico de Fred Hoyle e as consequências a que esse poder satírico o conduz. "Com uma imaginação organizada sobre uma sólida estrutura científica, uma inteligência liberta e altamente crítica, um poder de sátira que atinge a coragem e trata com admirável desenvoltura temas actuais, projectando-os num futuro próximo e intensificando-os no clima de emergência resultante da crise, - escreveu Artur Portela Filho a propósito de A Nuvem Negra - faz, sobretudo, o processo do embate entre o avanço e o ritmo da tecnologia e a fase em que se encontram as estruturas sociasi, estabelece um diálogo entre o que define como mentalidade literária e a mentalidade matemática, entre o que situa no mundo das palavras e no mundo dos números." E, mais adiante, Artur Portela Filho acrescenta: "A Nuvem Negra é um livro orgulhoso como afirmação dos espantosos recursos científicos, técnicos e morais do Homem, e humilde, como reconhecimento da possibilidade de outras formas de vida, inteligência e sensibilidade."
Romance excepcional, A Nuvem Negra vai constituir certamente mais uma obra que os nossos leitores vão ler com o máximo interesse. 

Sem comentários:

Enviar um comentário