nº 464 - Os Últimos Dias da Terra 2



Autor: Brian Aldiss
Título original: Hothouse
1ª Edição: 1962
Publicado na Colecção Argonauta em 1996
Capa: A. Pedro
Tradução: Clarisse Tavares

Súmula - Foi apresentada no livro nº463 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

No segundo e último volume desta obra magistral, Brian Aldiss - um dos grandes mestres da ficção-científica contemporânea - prossegue a recriação de uma Terra onde a vida animal quase desapareceu por inteiro e em que os poucos humanos sobreviventes sofreram mutações drásticas. A certa altura porém, e movidos por um natural sentimento de revolta, decidiram tentar empreender a grande ascensão até ao nosso satélite, na esperança de nele descobrir um asilo mais hospitaleiro. 

Vendo que estavam a ser arrastados para longe, os Pescadores iniciaram um coro de lamentos. Yattmur passeou-se diante deles com a faca na mão, esforçando-se por não mostrar compaixão pelos seus ferimentos.
- Homens da árvore-barriga! Filhos de cauda longa de plantas inchadas! Parai com essa berraria! Morreu uma pessoa verdadeira, e vós tereis que respeitar essa morte, senão atiro-vos pela borda fora com as minhas próprias mãos.
Ouvindo isto, os Pescadores caíram num silêncio abjecto. Humildemente encostados uns aos outros, confortavam-se entre si e lambiam as feridas uns dos outros. Correndo para Gren, Yattmur passou o braço em volta dos ombros dele e encostou o seu rosto ao do rapaz. Ele só tentou resistir-lhe por um momento. 
- Não chores demais por Poyly. Ela foi uma pessoa óptima em vida... mas chega o momento em que todos temos que morrer. Agora eu estou aqui e vou ser a tua companheira.
- Hás-de querer voltar para a tua tribo, para os Pastores - disse Gren, com ar infeliz.
- Ah! Já estão muito longe de nós. Como posso voltar? Põe-te de pé e repara na velocidade com que estamos a ser arrastados! Já mal se vê a Boca Negra - não é maior do que um dos meus mamilos. Estamos em perigo, Gren. Acorda! Pergunta ao teu amigo mágico, o cogumelo, para onde vamos.
- Não me interessa o que possa acontecer.
- Escuta, Gren...
Elevou-se um grito entre os Pescadores. Aparentavam uma espécie de interesse apático, apontando para a frente e chamando, o que foi suficiente para pôr Yattmur e Gren de pé imediatamente. O barco estava a ser arrastado de um lado para outro.

Sem comentários:

Enviar um comentário