nº 98 - A Ameaça de Andrómeda



Autor: Fred Hoyle e John Elliot
Título original: A For Andromeda
1ª Edição: 1962
Publicado na Colecção Argonauta em 1965
Capa: Lima de Freitas
Tradução: Jorge Fonseca 

Súmula - foi apresentada no livro nº97 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":
 
O nome de Fred Hoyle, já é bem conhecido do público leitor português, devido à inclusão de A Núvem Negra entre os romances de Ficção-Científica seleccionados para a Colecção Argonauta
Ameaça de Andrómeda, que tem constituído um verdadeiro sucesso mundial, resultou da colaboração de Fred Hoyle e de John Elliot, sendo o primeiro, além de romancista, um escritor de categoria elevadíssima, e o segundo um radialista britânico de reputação firmada.
Ameaça de Andrómeda é uma obra fora de série, não só pela força do interesse despertado pela acção que a constitui, como também pela exactidão científica das bases em que se firma. Sendo uma obra fantasiada, é no entanto verosímil, o entrecho de Ameaça de Andrómeda.  
Os numerosos leitores da Argonauta, já tinham podido conhecer o valor de Fred Hoyle mediante as páginas de A Núvem Negra. Com Ameaça de Andrómeda, o público leitor português vê confirmado brilhantemente o mérito indesmentível deste escritor notável, bem como o de John Elliot, cuja intervenção na estrutura da narrativa confere a este romance de FC um interesse redobrado.
Ao longo de uma carreira que data de há anos, a Colecção Argonauta, que no próximo mês de Setembro publicará o seu 100º título, num volume duplo de características inéditas, logrou conservar intacta a confiança dos seus leitores, dando guarida a todas as tendências da Ficção-Científica moderna. Obras como Ameaça de Andrómeda, de Fred Hoyle e John Elliot, constituem contribuições de inegável importância para o alargamento do público apreciador deste género literário, bem como para o robustecimento das preferências mais esclarecidas que não procuram na FC apenas uma ocasião de entretenimento.
Obras como Ameaça de Andrómeda, de Fred Hoyle e John Elliot, (ou como 2000: Ano de Terror, de Charles Eric Maine, ou O Abismo de Chicago, de Ray Bradbury), constituem a prova decisiva de que a Ficção-Científica é um género literário da maior seriedade, capaz de empolgar o homem comum e de contribuir para o enriquecimento cultural do leitor moderno.

Sem comentários:

Publicar um comentário