nº 194 - Ninguém Morre Neste Mundo



Autor: Frederik Pohl
Título original: The Age of the Pussyfoot
1ª Edição: 1969
Publicado na Colecção Argonauta em 1973
Capa: Lima de Freitas
Tradução: Eurico da Fonseca

Súmula - foi apresentada no livro nº193 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

Quando Charles Forrester despertou, teve a maior surpresa que um homem poderia ter. Recordou-se de que morrera quinhentos anos antes, num fogo.
Coisas da ciência... Estava no ano de 2527. Todos os seus órgãos queimados haviam sido substituídos. Os olhos pareciam um pouco mais azuis. O nariz, dir-se-ia um pouco mais direito. Mas que importava isso?
Tinha um quarto de milhão de dólares no seguro acumulado. Uma mulher bela enviava-lhe beijos telecinéticos. E possuía uma "varinha de condão". Um computador que lhe podia fornecer quase tudo quanto desejasse. 
Charles Forrester devia ser o homem mais feliz do Mundo. Mas valeria a pena viver num Mundo onde não se podia morrer?
Eis o tema curioso e aliciante da obra de Frederik Pohl, NINGUÉM MORRE NESTE MUNDO.

Sem comentários:

Publicar um comentário