nº 421 - Desvio para o Vermelho 2



Autor: John E. Stith
Título original: Redshift Rendez-Vous
1ª Edição: 1990
Publicado na Colecção Argonauta em 1992
Capa: A. Pedro
Tradução: António Porto

Súmula - Foi apresentada no livro nº420 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta": 
Nota: a súmula deste segundo volume é uma réplica exacta da relativa à primeira obra. 
A bordo da Redshift, a luz desloca-se a 10 metros por segundo e o som a cerca de 6,7 metros por segundo. Tudo o mais resulta destes valores. Os passageiros novos na relatividade devem saber que estes efeitos foram todos verificados no espaço normal e são explicados pelas Teorias Especial e Geral da Relatividade, de Einstein, e pela mecânica Newtoniana: a única diferença significativa a bordo da Redshift é a de que eles acontecem a velocidades observáveis.
Eis o começo do Aviso aos Passageiros da nave hiperespacial Redshift, em que decorre a acção de Desvio para o Vermelho, uma excursão espantosa no universo relativistico, onde o comprimento se contrai e o tempo se dilata, e onde esses fenómenos são tão reais que até afectam os modos de estar à mesa; uma das histórias mais plenas de imaginação desde há muitos anos publicada no domínio da ficção-científica - e uma das poucas com fundamentos científicos cuidadosamente explicados em notas finais. Uma obra que enfileira ao lado das melhores de Clarke, Niven e Asimov - uma obra de que se irá falar muito e que a Colecção Argonauta se orgulha em publicar.

Sem comentários:

Enviar um comentário