nº 301 - O Mistério de Valis 2



Autor: Philip K. Dick
Título original: Valis
1ª Edição: 1981
Publicado na Colecção Argonauta em 1982
Capa: A. Pedro
Tradução: Eurico da Fonseca 

Súmula - Foi apresentada no livro nº300 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

VALIS (O Mistério de Valis na versão portuguesa), não parece uma obra de ficção-científica. É algo sem paralelo no tema, no estilo - algo surpreendente mesmo para quem sabe que Philip K. Dick é um autor muito especial, brilhante como poucos - e que brinca como poucos com as palavras, com as ideias e com as normas.
O Mistério de Valis poderá não parecer uma obra de ficção-científica - repete-se. Apesar das alusões a "feixes de informação", a "pessoas com três olhos", a seres "vindos de Sirius", etc. Mas é mesmo ficção-científica - e da mais surpreendente. Como ficará demonstrado na segunda parte, de que damos desde já alguns excertos.

... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...

A "Ode" de Wordsworth tem por subtítulo "Insinuações da Imortalidade das Recordações da Infância". No caso de Fat, as "insinuações de imortalidade" baseavam-se nas recordações da vida futura.
Além disso, Fat não era capaz de escrever poesia que valesse um chavo, apesar os seus melhores esforços. Adorava a "Ode" de Wordsworth, e desejava escrever algo igual. Nunca o conseguiu.
De qualquer modo, os pensamentos de Fat tinham-se virado para viajar. Esses pensamentos tinham adquirido uma natureza específica; um dia ele dirigiu-se ao Wide-World Travel Bureau (agência de Santa Ana) e conferenciou com a senhora que estava atrás do balcão, a senhora e o seu terminal de computador.
- Sim, podemos pô-lo a bordo de um barco vagaroso em direcção à China - informou a senhora, muito contente.
- E num avião rápido?
- Vai à China por razões médicas? - perguntou a senhora.
Fat ficou muito surpreendido com a pergunta.
- Muitas pessoas dos países ocidentais estão a voar para a China para receberem cuidados médicos - explicou a senhora. - Até da Suécia, segundo pude saber. Os custos médicos na China são excepcionalmente baixos... mas talvez já saiba disso. Sabia disso? As grandes operações custam aproximadamente trinta dólares em alguns casos. - A senhora remexe os panfletos, sorrindo-se.
- Creio que sim - respondeu Fat.
- Depois pode deduzir isso na sua taxa de rendimento - disse a senhora. - Verá como o podemos ajudar, aqui na Wide-World Travel.
A ironia deste assunto secundário impressionou fortemente Fat - que ele, que procurava o quinto Salvador, pudesse descontar a sua busca na sua taxa de rendimentos estatal e federal. Essa noite, quando Kevin apareceu ele falou-lhe nisso, esperando que Kevin ficasse amargamente surpreendido.

Introdução:

A introdução repete na íntegra o texto da súmula.

 ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...
  
Nota: começa aqui a série de capas azuis da Colecção Argonauta, para mim as menos bonitas.

Sem comentários:

Publicar um comentário