nº 250 - Para Além do Futuro



Autor: C.M. Kornbluth
Título original: The Best Science Fiction Stories of C.M. Kornbluth
1ª Edição: 1968
Publicado na Colecção Argonauta em 1978
Capa: Manuel Dias
Tradução: Eurico da Fonseca
 

Súmula - Foi apresentada no livro nº249 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

Cyril M. Kornbluth, falecido prematuramente em 1958, com a idade  de trinta e cinco anos, foi, apesar da sua curta vida, um dos melhores autores de ficção-científica de todos os tempos. Recorde-se O Síndico (nº40 da Colecção Argonauta), e ter-se-á uma ideia do seu enorme valor. Os seus primeiros trabalhos foram publicados na década de 40, nas revistas Stirring Sciences Stories e Cosmic Stories. Em Junho de 1952, na revista Galaxy, apresentou, em parceria com Fredrik Pohl, uma série que recebeu o título de Gravy Planet e que viria depois a celebrizar-se, após a sua publicação em volume, sob o título de The Space Merchants - (Os Mercadores do Espaço - nº188 desta colecção). Dele e de Pohl, se podem ainda referir Busca nos Céus (nº189) e O Dia em que o Sol Desapareceu (nº179). Mas onde Kornbluth atingiu a maior virtuosidade, foi nas novelas curtas. O próximo volume da Colecção Argonauta, é exactamente uma antologia dessas novelas. Excepcionais - de um humanismo invulgar e pungente, que a ficção e a ciência não diluem nem disfarçam, mas antes põem numa perspectiva de que só C.M. Kornbluth conhecia o segredo. 

Introdução:

Cyril M. Kornbluth faleceu prematuramente em 1958, com 35 anos de idade. Apesar da sua curta vida, foi um dos melhores autores de ficção-científica de todos os tempos. Recorde-se O Síndico (nº40 desta colecção), e ter-se-á uma ideia do seu extraordinário valor. Recordem-se também as obras que escreveu com Fredrik Pohl, nomeadamente Os Mercadores do Espaço (nº188), Busca nos Ceús (nº189), e O Dia em que o Sol Desapareceu (nº179) - outros tantos clássicos. No entanto, onde Kornbluth atingiu o mais alto nível foi na novela curta. Sem exagero, a sua dimensão, nesse campo, é comparável à de Ray Bradbury na sua fase inicial de verdadeira ficção-científica, exemplificada pelas Crónicas Marcianas.
Para Além do Futuro é a versão portuguesa de The Best Science Fiction Stories of C.M. Kornbluth. Nela se incluem autênticas obras-primas, a começar por um dos mais célebres clássicos do género: The Silly Season, que em português recebeu o título de Gritar Lobo!. A ela se segue outro clássico não menos célebre: Gomez, a história estranha, pungente, mas possível, de um jovem lavador de pratos que se revela maior do que Einstein - e renuncia a todos os poderes do mundo para bem do próprio mundo. E O Altar à Meia-Noite - (The Altar at Midnight), a história não menos pungente do homem que tornou possível a verdadeira conquista do espaço. A novela seguinte, Com Estas Mãos - (With These Hands), foca o drama dos artistas e dos artesãos, quando as máquinas se encarregarem da própria arte. A Pequena Mala Preta - (The Little Black Bag) e Avante, Cretinos, Avante! - (The Marching Morons), focam uma hipótese que já fora apresentada por Malthus e que parecia preocupar profundamente Kornbluth: a degradação do nível médio de inteligência da humanidade, com um abismo cada vez maior entre a maioria, cada vez mais estúpida, e a minoria dos "super-normais", cada vez em menor número, mas cada vez mais "super". Tudo isso e ainda A Única Coisa que Aprendemos - (The Only Thing We Learn), uma novela do futuro distante.
Nas histórias de Kornbluth há um factor comum - algo que lembra as histórias de O. Henry: um final inesperado, mas amargo, por norma. Dir-se-ia que Kornbluth previa o fim amargo, inesperado, da sua própria vida. Certo é, porém, que um escritor como ele nunca morre.

Nota: na obra, que lamentavelmente não possui um índice, apresentam-se os seguintes contos:

 1 - Gritar "Lobo"!
 2 -  O Altar à Meia-Noite
 3 - Gomez
 4 - Com Estas Mãos
 5 - A Pequena Mala Preta
 6 - Avante, Cretinos, Avante!
 7 - Amigo do Homem
 8 - A Única Coisa que Aprendemos 

Nota: uma surpreendente colectânea de contos muitissimo interessantes. O terceiro conto, intitulado Gomez, é um dos mais originais e interessantes que já tive oportunidade de ler.

Colecção Argonauta do nº201 ao nº250


2 comentários:

  1. Viva.

    Segundo aqui o meu trabalho de detetive, os títulos originais dessas histórias são, respetivamente:

    1 - ?
    2 - The Altar at Midnight
    3 - Gomez
    4 - With These Hands
    5 - The Little Black Bag
    6 - The Marching Morons
    7 - Friend to Man
    8 - The Only Thing We Learn

    Fazes alguma ideia de qual o título que falta, de «Gritar "Lobo"!»?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva,

      Não me recordo se o livro tem os títulos originais dos contos. Vou ver se no próximo fim-de-semana consigo confirmar.

      De qualquer modo, o título em questão deve estar incluído aqui:

      http://www.nesfa.org/press/Books/Kornbluth.htm

      Eliminar