nº 453 - Dare, a Colónia Perdida



Autor: Philip José Farmer
Título original: Dare
1ª Edição: 1965
Publicado na Colecção Argonauta em 1995
Capa: A. Pedro
Tradução: António Porto 

Súmula - Foi apresentada no livro nº452 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

Philip José Farmer não necessita de apresentação. Poucos autores de ficção-científica têm tanta popularidade, receberam tantos galardões e publicaram tantas obras plenas de imaginação e originalidade. 
Dare, a Colónia Perdida não foge à regra, bem pelo contrário. Partindo de um facto histórico, o mistério da colónia de Roanoke, na Virgínia, em que nascera Virgínia Dare, a primeira criança americana, e cujos habitantes tinham desaparecido em 1587 sem deixar rasto, Farmer elaborou uma história plena de movimento, segundo a qual os colonos teriam sido levados através do espaço até um planeta a 200 anos-luz da Terra, em que os seus descendentes e os belos humanóides que o habitavam tinham vivido em paz século após século.
Contudo, Jack Cage, o filho mais velho de um rico agricultor humano, sentia-se estranhamente atraído pelas habitantes nativas do planeta, cujas ricas e magníficas cabeleiras lhes cresciam até à base da espinha. Para vir a enfrentar uma condenação à morte, apercebeu-se ele. Mas por que motivo? Seria meramente uma questão de preconceitos? E afinal, que estavam os seres humanos a fazer no planeta?
Tratavam-se de questões que atormentavam Jack e que eram evitadas pelos seus semelhantes terrenos, mas ele pressentiu que poderiam ser respondidas por uma daquelas abrasadoras e sensuais alienígenas... se ao menos lhe conseguisse ganhar a confiança.
Mas atrever-se-ia a isso?

Sem comentários:

Publicar um comentário