nº 181 - Prisão Aberta



Autor: James White
Título original: Open Prision 
1ª Edição: 1965
Publicado na Colecção Argonauta em 1972
Capa: Lima de Freitas
Tradução: Eurico da Fonseca 

Súmula - foi apresentada no livro nº180 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta": 

Que fazer com os prisioneiros de guerra quando eles respira uma atmosfera diferente? A solução mais provável é a de os colocar num planeta onde possam respirar - e deixar em órbita um satélite de vigia, para impedir que tentem fugir. Quanto ao resto, os prisioneiros que tratem de si próprios, que utilizem os recursos da sua prisão aberta.
Essa a situação que James White - médico ilustre e autor consagrado de ficção-científica - expõe na próxima obra da Colecção Argonauta. E é evidente que qualquer prisioneiro, nessa situação, pensaria imediatamente em fugir. Pelo menos alguns deles, pois que outros - também inevitávelmente diriam que, não havendo possibilidade alguma de fugir, deviam procura organizar da melhor maneira a sua vida futura...
Prisão Aberta não é apenas a história das consequências de uma guerra interplanetária. É uma análise das razões por que os homensperante uma situação desesperada, devem sempre lutar pelo impossível - ou desistir, simplesmente. 

Sem comentários:

Publicar um comentário