nº 93 - As Máquinas da Alegria



Autor: Ray Bradbury
Título original: The Machineries of Joy
1ª Edição: 1964
Publicado na Colecção Argonauta em 1965
Capa: Lima de Freitas
Tradução: Mário Braga e Maria Isabel Morna Braga

Súmula - foi apresentada no livro nº92 da Colecção, com a indicação de "Ler nas páginas seguintes a súmula do próximo volume da Colecção Argonauta":

Ray Bradbury é mundialmente considerado um poeta da ficção-científica, embora as suas obras sejam publicadas como prosa. Mas não é essa a razão única do seu incomensurável prestígio em todos os países - e são muitos - em que os seus livros se encontram publicados. É que, além do indisputável valor formal das suas criações, a que uma radiante e comunicativa fantasia confere a graça alada de  um sorriso maravilhado, é Ray Bradbury um escritor que encara o mundo com um olhar crítico, inserindo nos seus romances um insinuante sentido social. Em As Máquinas da Alegria, o seu livro mais recente, Ray Bradbury manifesta, em sumo grau, as qualidades que o fizeram célebre e que o tornaram um dos escritores favoritos dos leitores portugueses de FC. 

Nota: embora esta colectânea tenha sido intitulada pela Colecção Argonauta, ao que parece, inspirada na obra The Machineries of Joy, esta obra originalmente tem 21 contos e não  apenas os 11 que aqui aparecem. Posteriormente, no nº 97, a Colecção Argonauta publica mais 8 contos, num livro a que dá o título de O Abismo de Chicago. No entanto, a obra de Isaac Asimov foi publicada em apenas um volume, tendo a Colecção Argonauta optado pela sua divisão em duas partes, penso que por razões editoriais. Teria sido na minha opinião de bom tom, terem contextualizado a opção aos leitores, em vez de lhes fazer crer tratar-se de duas obras distintas.

Verifica-se aliás, que mesmo assim, apesar da publicação da obra original em dois volumes (nº 93 e nº 97), faltam dois contos relativamente à obra original, intitulada The Machineries of Joy, pois esta tem 21 contos, enquanto o total de narrativas nas duas edições publicadas pela Colecção Argonauta, somam apenas 19 contos. Relativamente à obra original, faltam os contos:

* Some Live Like Larazus
* A Miracle of Rare Device 
 
Os contos publicados nesta obra são:

  1 - As Máquinas da Alegria
  2 - Aquele que Espera
  3 - Tyrannosaurus Rex
  4 - As Férias
  5 - O Tambor de Shiloh
  6 - Cultivem Cogumelos, Rapazes!
  7 - Ia Sendo o Fim do Mundo
  8 - Teremos de Nos ir Embora Daqui
  9 - O Marinheiro que Deixou o Mar
10 - Dia de Finados
11 - A Mulher Ilustrada

 Capa da obra original (com 21 contos):

Sem comentários:

Publicar um comentário